7 coisas que você precisa começar a fazer para ser um revendedor gráfico bem-sucedido

Se você atua como revendedor gráfico, designer, proprietário ou sócio de uma gráfica ou de qualquer outro empreendimento, sabe que a concorrência é intensa. Aliás, não somente no mercado gráfico, mas em qualquer mercado com bom potencial de lucro é impossível não haver uma disputa intensa com a concorrência.

Por isso é natural que sua vida seja bastante corrida, já que além da extensa lista de jobs para concluir, é preciso se atualizar nas tendências de Design e do mercado gráfico, na atualização constante em administração e negócios, no estudo da concorrência e toneladas de outras coisas, além de dar conta da vida pessoal.

Afinal de contas, como se não bastasse dar duro pra conseguir ir bem nos negócios, é preciso ter um fôlego extra para estar em dia com o esposa/marido e filhos, cuidar da saúde e, claro, ter um tempo dedicado ao lazer porque ninguém é de ferro!

Mas como dar conta de tanta coisa em dias que parecem ser cada vez mais curtos?

Afinal, há pessoas com o mesmo número de problemas pra resolver, mas que têm um nível de qualidade impressionante em praticamente todas as áreas da vida, seja familiar, profissional, financeira, saúde, lazer e várias outras.

revendedor-grafico-designer-grafico

Estar bem na vida pessoal e profissional é um dos maiores desafios de empreendedores

Então, qual é o segredo de uma vida mais equilibrada, feliz e realizada?

A resposta é… Não há um segredo! E certamente se houvesse uma solução mágica, ela seria restrita a um número reduzido de pessoas ou vendida a um preço impagável.

O que existem são pequenos passos que podem ser dados para equilibrar várias áreas do nosso cotidiano e aumentar progressivamente seu nível de satisfação e felicidade, mesmo levando a agitada vida de um revendedor gráfico, um designer ou outro profissional do mercado gráfico.

Quer saber quais são eles? A Gráfica Paulista te ajuda!

Veja abaixo as 7 coisas que você precisa começar a fazer hoje mesmo para ser um revendedor gráfico mais feliz e realizado em sua vida profissional e particular!

1. Ler mais

Além de expandir o vocabulário, ler de forma mais frequente aumenta a capacidade de concentração e memorização.
Como se não bastasse, o hábito da leitura pode facilmente turbinar sua capacidade de escrita.

Uma pesquisa feita pelo Ibope encomendada pelo Instituto Pró-Livro concluiu que 56% da população brasileira é leitora. Na pesquisa, considerou-se leitor aquele que leu um livro inteiro ou parcialmente nos últimos três meses. Apesar do aumento (a mesma pesquisa realizada em 2011 havia registrado 50% de leitores), o hábito a leitura no Brasil ainda é relativamente baixo.

A regra é clara: qualquer leitura é bem-vinda! Livros físicos, e-books, jornais, blogs, sites de notícias…

Se você ainda não sente prazer na leitura, escolha um assunto que traga curiosidade e comece pesquisando o assunto em alguns blogs na internet, e em seguida parta para um livro sobre o assunto.

Ou, caso prefira histórias, busque por livros com boas narrativas. Uma dica é ver as listas de livros mais vendidos em grandes revistas e livrarias e investir neles. Depois, naturalmente você vai começar a criar sua própria lista de livros que gostaria de ler.

revendedor-grafico-designer-grafico

Todos os tipos de literatura são bem-vindos. O importante é desenvolver o hábito de ler!

2. Descobrir e investir em seus pontos fortes

Atualmente há uma forte tendência à especialização. Ao invés de abraçar o mundo e vender vários tipos de produtos para um público indefinido de clientes, pequenas e grandes empresas estão focando em segmentos específicos de mercado e tornando-se especialistas naquele ramo.

Um psicólogo, por exemplo, pode atender todo tipo de cliente, desde uma criança com problemas de aprendizagem a uma senhora que ficou viúva recentemente. Um psicólogo com boas noções de marketing, por exemplo, provavelmente decidiria especializar-se no atendimento a um público em específico, como crianças que ficaram órfãs muito cedo ou grandes executivos com dificuldade em liderança. Ao segmentar seu público, empresas tornam-se autoridade no assunto.

Na vida pessoal também é possível seguir a mesma lógica. Ao invés de cair em uma overdose de informações buscando ser bom em praticamente tudo (o que é, digamos, impossível para um ser humano não dotado de superpoderes), uma boa ideia é focar em se desenvolver naquilo que você já tem um certo talento. É um processo mais simples e fácil e certamente o tornará diferenciado por ser especialista em um assunto.

Leia também no blog da Paulista: Bloqueio criativo? Confira 8 dicas matadoras para designers

3. Aprender a fazer planejamento financeiro

Apesar de, no início deste ano, o número de inadimplentes no Brasil ter sido reduzido, os últimos anos foram um pouco angustiantes para mais da metade dos brasileiros, que possuíam algum tipo de inadimplência.

O pior é que a inadimplência não é o único mal da falta de controle financeira. Quem não administra bem o próprio dinheiro corre o risco de nunca atingir seus grandes sonhos, como a aquisição da casa própria, a compra ou troca do carro, aquela viagem tão esperada e por aí vai.

Por isso começar hoje mesmo a desenvolver o hábito de cuidar do próprio bolso é essencial! Comece anotando tudo o que você ganha e todas as saídas. Se possível crie uma planilha no Excel e vá alimentando periodicamente essas entradas e saídas. Além de ter um controle mensal, você terá em mãos uma excelente ferramenta quando precisar identificar onde está saindo mais dinheiro e criar suas estratégias de economia.

Além do controle financeiro em planilhas, a regra de ouro é gastar menos do que ganha. De quebra você pode poupar a diferença mensalmente para investir em uma aplicação ou, no mínimo, colocar o valor em uma poupança.

revendedor-grafico-designer-grafico

Educação financeira não somente evite endividamente e inadimplência como impede a conquista de sonhos, como casa própria, troca de automóvel, viagens, estudos no exterior e vários outros.

4. Ouvir mais as pessoas

Há uma dinâmica de grupo em que, ao debater um determinado assunto, quem está falando não pode ser interrompido, e após cada argumentação é preciso que os outros interlocutores aguardem 30 segundos para responder. A não interrupção serve para que cada um possa desenvolver seu raciocínio sem ser interrompido e o período de 30 segundos serve para que todos reflitam sobre o que foi falado antes de dar uma resposta.

Uma habilidade bastante rara atualmente é saber ouvir. Todos têm argumentos preparados para tudo, mas a verdade é que ninguém está 100% certo a respeito de qualquer coisa.

É ouvindo outras opiniões que se chega a um conceito o mais razoável possível. Quem não tem humildade para ouvir outras pessoas com atenção e respeito simplesmente joga no lixo grandes oportunidades pessoal e profissionalmente.

5. Fazer mais exercícios físicos

Você sabia que Dráuzio Varella, médico oncologista, cientista e escritor, tem quase 70 anos e não toma um remédio sequer? Além disso, pesa somente 3 quilos a mais do que na época em que cursou a faculdade. Para chegar nisso, Dráuzio decidiu que a atividade física seria parte integrante da sua vida. Em sua longa vida esportiva já correu diversas maratonas.

No ano passado, por exemplo, participou da Maratona de Berlim, tendo completado a prova em 4h12. Com dois minutos a menos teria se classificado para a Maratona de Boston, a mais famosa e tradicional corrida de longa distância do mundo. Tudo isso aos 70 anos de idade!

Ser um revendedor gráfico ou um designer ou exercer qualquer outra profissão que exija muita física, mental e emocionalmente pode render uma boa quantidade de estresse, o que é uma das piores coisas possíveis para a saúde.

Você não precisa correr a Maratona de Berlim ou tentar obter o tempo para classificação na Maratona de Boston. Comece aos poucos e vá colocando a atividade física no dia a dia. Seu corpo e mente agradecem!

revendedor-grafico-designer-grafico

Fazer exercícios físicos previne problemas cardiovasculares, obesidade, diabetes, hipertensão e várias outras doenças.

6. Cuidar da alimentação e do sono

Ainda falando sobre o “senhor atleta” Dráuzio Varella, saiba que ele não chegou onde chegou somente com exercícios físicos, mas dando uma atenção especial à alimentação e ao sono.

Cortar o máximo possível de alimentos industrializados e processados, aumentar (e variar) o consumo de frutas e vegetais, diminuir o consumo de álcool e de alimentos gordurosos e evitar excesso de sal e açúcar refinado devem estar em sua lista de prioridades para 2017!

Além disso, um dos mitos mais prejudiciais à saúde é que é possível treinar o corpo para dormir menos para aumentar a quantidade de “horas úteis” por dia. Não!

Dormir pouco não somente afeta o humor (o que já é ruim o bastante), mas reduz o metabolismo nas regiões frontais do cérebro, área responsável pelo planejamento e execução de tarefas, e no cerebelo, prejudicando a coordenação motora. Como se não bastasse, dormir pouco pode diminuir a capacidade de assimilar conhecimentos novos, reduzir a concentração, criatividade e memória.

Não é preciso dormir 12 horas por dia. Cada um tem uma demanda individual de horas de sono necessárias. Embora a média da população brasileira seja entre 7 e 9 horas de sono diárias, o ideal é identificar a quantidade de horas necessárias para você e sempre que possível evitar diminuir essas horas de sono.

Leia também no blog da Paulista: Os melhores produtos gráficos para vender no início de 2017

7. Delegar responsabilidades

Um grande líder não é quem faz tudo com perfeição, mas quem sabe delegar responsabilidades e fazer com que elas sejam cumpridas no prazo necessário.

Com apenas 24 horas por dia é humanamente impossível dar conta de tudo, seja na vida profissional ou particular. Além de dar conta da extensa quantidade de trabalho é preciso estar sempre estudando e se atualizando, ir ao mercado fazer as compras para casa, dar tempo para a família, lavar o carro, levar filho para a escola, além de comer e dormir, porque ninguém é de ferro.

Nessa rotina agitada, quem não aprender a delegar tarefas e tenta resolver tudo sozinho não vai ter o êxito que espera, além de acumular uma dose extra de estresse.

Gráfica Paulista preparou esse conteúdo para tornar sua vida de revendedor gráfico ou designer mais leve e, consequentemente, mais produtiva e realizada.

As dicas foram úteis para você? Não esqueça de deixar seu comentário aqui embaixo com sua opinião! 🙂

Leia também no blog da Paulista: Tudo o que você precisa saber para ser um revendedor gráfico de sucesso

Deixe o seu comentário Todos os campos são obrigatórios