Colinha Política: o que é e como fazer

Dando continuidade à nossa série de conteúdos sobre os materiais mais vendidos em campanhas eleitorais, hoje vamos trazer as principais informações sobre a famosíssima cola eleitoral, popularmente conhecida como Colinha Política!

Antes de qualquer coisa, vale dizer que a colinha política é, sem dúvidas, um dos produtos mais vendidos em campanhas eleitorais, e você que trabalha com materiais gráficos DEVE aproveitar o período de eleições para melhorar seu faturamento como marketing político, revendendo Colinha Política. Então, para tudo e vem com a gente! 😀

O que é colinha política?           

As colinhas eleitorais (ou colinhas políticas) são panfletos em que na parte da frente é impressa a foto do(s) candidato(s), e no verso há uma verdadeira cola, ou seja, uma ajudinha na memória do eleitor para lembrar dos números de cada candidato no dia da votação. É comum que, além do número do próprio candidato, constem números de candidatos a outros cargos que pertençam à mesma coligação. Não entendeu? Calma, vamos explicar melhor sobre isso no item “O que deve conter em colinhas?”, ainda neste texto.

Qual é o tamanho indicado para colinhas políticas?    

Os tamanhos mais populares para colinhas políticas são próximos ao 7x10cm ou 9x5cm. No entanto, não existe um padrão de mercado, podendo esses produtos divergirem desses formatos. Na Gráfica Paulista Cartões trabalhamos com colinhas nos tamanhos 6,5×9,5cm / 7x10cm / 8,8×4,8cm.

Leia: Tudo o que você precisa saber sobre santinhos

O que deve conter nas colinhas?           

No Brasil, ocorrem eleições a cada dois anos. Nas eleições municipais são eleitos Prefeitos e Vereadores. Já nas eleições estaduais e federais, que ocorrem esse ano, os cargos a serem preenchidos são de Presidente da República, Senador, Governador, Deputado Federal, e Deputado Estadual.

No caso de eleições estaduais e federais, uma colinha pode conter até 5 “colas” de números dos candidatos. Um candidato a deputado estadual, por exemplo, pode indicar, além do seu número, os números dos candidatos da sua coligação a deputado federal, senador, governador e presidente.

Além das informações básicas do candidato, como nome, número, coligação e foto, e da cola em si, é possível inserir outras informações curtas, como slogan, site, redes sociais, e até mesmo pequenos blocos de textos, desde que curtos e diretos para não sobrecarregar material. Lembre-se sempre de informar também a tiragem, o CNPJ da empresa responsável pela produção e o CNPJ (ou CPF) do responsável pela compra do material.

A colinha e a nova legislação  

A distribuição de materiais impressos gráficos como a Colinha Política é liberada até as 22h da véspera do dia da votação. Na criação dos materiais, além do que falamos acima sobre a inserção do CNPJ e da tiragem, é preciso se atentar a que o nome do candidato a vice não pode ter tamanho menor do que 30% do tamanho do nome do titular.

Leia também: Saiba tudo sobre Praguinhas e Pragões

Com vimos, o principal benefício da Colinha Política é lembrar o eleitor quais são os números dos candidatos. A colinha é um dos impressos mais vendidos durante as campanhas eleitorais, e você, revendedor gráfico pode aproveitar esse período para aumentar suas vendas e lucrar muito com esse e outros produtos, disponíveis na categoria Eleições 2018.

Conheça as soluções que a Gráfica Paulista Cartões tem para ajudar você a aumentar seus lucros com material gráfico para campanha política. Clique AQUI para saber mais!

Colinha Política: o que é e como fazer
4.9 - 37 votos

Tags:, , , , , , , ,

Deixe o seu comentário Todos os campos são obrigatórios